Blog

07/12/2017

Processo seletivo estratégico pode reduzir em até 90% o custo das contratações

Foi-se o tempo em que bastava anunciar uma vaga nos classificados do jornal e a experiência profissional era o que mais contava na hora de contratar um novo funcionário. Hoje o processo seletivo é visto como estratégico como parte do planejamento da empresa. “Organizações que focam em desenvolvimento e retenção têm, comprovadamente, retorno veloz e crescimento sustentável”, avalia Roberto Didio, gerente da unidade carioca da Luandre, consultoria de recursos humanos com 45 anos de mercado.

Eis aí, então, o desafio para a área de recursos humanos das empresas, especialmente em tempos difíceis. “Companhias que mais se destacam são as que estão em constante busca de renovação e atualização, de olho no que o mercado necessita. É imprescindível que a contratação identifique os talentos que irão contribuir com essa realidade”, opina Simone Cunegundes, gerente da filial da Luandre no ABC. Avaliar candidatos passou a ser uma tarefa intensiva, repleta de detalhes que possam extrair o máximo de qualidades do profissional. Confira seis dicas para garantir contratações assertivas e economizar no orçamento:

1. Envolva os líderes no processo

A redução do custo com contratações acontecerá somente se os líderes da empresa contratante estiverem alinhados com os principais desafios: desenvolvimento de liderança, desenvolvimento de carreira e sucessão, gestão por habilidades e competências, gestão de clima organizacional, compromisso dos líderes com gestão de pessoas. “Quando estes aspectos estão alinhados podemos verificar que a redução será mais de 90%”, pontua Regiane Lucas, gerente da unidade Lapa da Luandre.

2. Evite desligamentos mantendo a equipe motivada

Apesar de não estar diretamente ligado a contratações, muitas vezes é possível controlar o turnover ou absenteísmo dos funcionários, o que fortalece a empresa. Para isso, é necessário que as áreas de Treinamento e Desenvolvimento apliquem ferramentas que elevem a motivação e aumentem a produtividade, gerando um constante movimento de integração.

3. Avaliando além do currículo

O potencial emocional e intelectual é cada vez mais valorizado. Nesse cenário, a avaliação psicológica não deve ser dispensada. Ela ajuda a identificar características do comportamento do candidato em diferentes ambientes, especialmente de sua personalidade.

4. Contratando no mercado competitivo

Independente do setor da empresa, dinamismo, comprometimento e eficiência são características básicas para qualquer candidato. “Não que o processo seletivo tenha ficado mais difícil, mas mais detalhado e com mais obrigação de assertividade”, aponta Angelina Vinci, gerente da Unidade Campinas da consultoria. Por outro lado, os candidatos também estão mais exigentes, com objetivos mais agressivos, buscando reconhecimento salarial e evolução de carreira em curto prazo. Ou seja: não basta encontrar o profissional certo, mas atraí-lo e convencê-lo também.

5. O valor das consultorias

Para lidar com este cenário, na última década, a fatia de recrutamento e seleção foi gradualmente transferida das empresas para as consultorias, mais preparada para a demanda e para desempenhar um papel estratégico. “Essa ação desencadeou também mudanças na avaliação, com mais critério e ferramentas eficazes”, aponta Vânia Alencar, gerente da Unidade Luandre Faria Lima. Entram no processo métodos como entrevistas de competência, processos customizados e dinâmicas.

6. Prepare-se para a geração Z

Os jovens nascidos na década de 90 representam um desafio para as empresas e para os recrutadores. “Diante de um processo seletivo, eles se adaptam com facilidade às etapas e apresentam perfil questionador, que busca rapidamente evolução e crescimento profissional”, diz Sabrina Silva, gerente da Unidade Luandre Santo Amaro. A saída para atrair e reter esses talentos é mantê-los motivados em funções onde se sintam valorizados, possam expor suas idéias e exijam agilidade na resolução de problemas.

 

http://www.televendasecobranca.com.br/gestao/processo-seletivo-estrategico-pode-reduzir-em-ate-90-o-custo-das-contratacoes-51855/

 

Compartilhar

Vagas Gerenciais em Blumenau e Região

Cód.: 5877

Gerenciar os clientes fundamentais para a negócio, procurando fechar parcerias de forma personalizada e manter a sua fidelização; Gerenciar as n...

Cód.: 6075

Liderar o portfolio de projetos do PMO Corporativo; Acompanhar cada etapa do projeto; Coordenar o trabalho dos times, garantindo que todas as tarefa...

Cód.: 6074

Efetuar a transcrição de todas as despesas e custos em seus respectivos centros de custos; Desenvolver planilhas e relatórios apoiando as necess...

Matérias Relacionadas
24/11/2017

A instabilidade econômica do país influência diretamente na decisão e nas ações dos líderes RH das empresas em relação ao quadro de funcionários. 

11/11/2017

São Paulo - Profissionais dotados de inteligência emocional estão à frente de seus colegas - inclusive daqueles com o raciocínio mais afiado.

Segundo uma pesquisa da consultoria TalentSmart, o QE (Quociente Emocional) pode ser mais decisivo para o sucesso na carreira do que o famoso QI (Quociente de Inteligência).

 

 

28/10/2017

Confira as características mais procuradas na hora de avaliar um profissional para o mercado de trabalho!

Pesquisa publicada pelo CareerBuilder mostra as características comportamentais mais buscadas na hora da avaliação de candidatos a oportunidades profissionais.